Política de cookies Lusíadas Saúde
Usamos cookies em todos os nosso sites para melhorar o desempenho e a sua experiência como utilizador. Ao prosseguir, está a declarar aceitar todos os cookies dos sites do grupo Lusíadas Saúde.

Política de cookies
Lusíadas Cascais
Contacto Geral 24h

Esclarecimento e Prevenção

O sarampo é uma infeção viral contagiosa, por norma benigna, que provoca febre, tosse e erupção

cutânea.


Como se transmite?

Transmite-se de pessoa a pessoa, por via aérea através de saliva, tosse e espirros.

Quem está protegido?

As pessoas que já contraíram a doença ou que possuem:

• Duas doses de vacina contra o sarampo (VASPR) e menos de 18 anos de idade;

• Uma dose de vacina contra o sarampo (VAS ou VASPR) e 18 anos de idade ou mais.


Quais são os grupos de risco?

• As pessoas com um sistema imunológico enfraquecido por doença/tratamento imunossupressor;

• Crianças com menos de um ano de idade;

• Grávidas.


Quais são os sintomas?

Febre | Congestão nasal | Irritação na garganta | Tosse seca | Vermelhidão dos olhos | Erupção


Qual a evolução da doença?

A infeção evolui durante um período de duas a três semanas.

• O tempo de incubação da doença pode ir até 2 semanas. E durante esse período podem não

existir quaisquer sinais ou sintomas.

• Após a incubação os sinais e sintomas são: febre ligeira a moderada, muitas vezes acompanhada

por tosse seca, congestão/corrimento nasal, vermelhidão dos olhos e irritação na garganta. Estes

sintomas podem durar até 5 dias.

• No seguimento dos primeiros sintomas aparece uma erupção na pele associada a comichão

ligeira, sobretudo nas orelhas e no pescoço, com um aspeto de superfícies irregulares, planas e

vermelhas que rapidamente vão crescendo.

• A erupção progride gradualmente até abranger o tronco, braços e pernas, e começa a desaparecer

pela mesma sequência.

• Durante a doença poderão ocorrer também sintomas de prostração e a febre pode ultrapassar os

40ºC.

• Até 5 dias após o início da erupção, a temperatura diminui, os sintomas aliviam e as manchas

restantes desaparecem rapidamente.

Qual o período de contágio?

O contágio ocorre aproximadamente 4 dias antes e 4 dias depois do surgimento da erupção.


Como se trata o Sarampo?

Não existe tratamento, nem medicamentos específicos para o sarampo.

Existem sim, algumas recomendações de atuação com o objetivo de proporcionar conforto e

alívio ao doente até os sintomas desaparecerem, o que pode demorar até 3 semanas.


Se tiver Sarampo, deverá ficar em casa e seguir as seguintes recomendações:

• Repouso – Descansar o máximo possível na cama;

• Evitar contactos principalmente com grupos de risco;

• Proteger os olhos mantendo as luzes ténues diminuindo a dor causada pela sensibilidade à luz;

• Ingestão de líquidos para prevenir a desidratação;

• Tomar medicação para febre ou desconforto;

• Controlar a febre e as dores musculares (acetaminofeno, paracetamol ou ibuprofeno).


Contacte o Hospital se surgir:

• Dificuldade respiratória com evolução da tosse superior a 4 dias ou muco muito espesso;

• Dor de cabeça ou dos ouvidos, sonolência ou rigidez da nuca/pescoço;

• Alteração do comportamento.


Caso lhe tenha sido efetuado algum exame laboratorial durante a sua estadia na Urgência, deve

aguardar em casa o contacto da Autoridade da Saúde, com os resultados e indicações de atuação.

​Prevenção do Sarampo = Vacinação

A vacinação é a principal medida de prevenção contra esta doença.

Recomenda-se:
Crianças
• 1ª dose desta vacina aos 12 meses;
• 2ª dose aos 5-6 anos, antes da escolaridade obrigatória.

Todos os Adultos sem história credível de sarampo e que ainda não tenham sido vacinados.

A vacinação contra o sarampo é gratuita! A vacina protege o próprio e os outros ao seu redor.


 

Caso tenha dúvida ou pretenda ser vacinado contacte o seu Centro de Saúde.