Política de cookies Lusíadas Saúde
Usamos cookies em todos os nosso sites para melhorar o desempenho e a sua experiência como utilizador. Ao prosseguir, está a declarar aceitar todos os cookies dos sites do grupo Lusíadas Saúde.

Política de cookies
Lusíadas Cascais
Contacto Geral 24h

Hospital de Cascais é o mais tecnológico do país

O Hospital de Cascais é o primeiro hospital português a atingir o nível 6 de uma escala de avaliação tecnológica internacional – o Electronic Medical Record Adoption Model (EMRAM), do HIMSS Analytics. O modelo avalia a adoção de sistemas e tecnologias de informação na área hospitalar, ajudando os profissionais de saúde a atingir os mais elevados patamares de segurança para os doentes.

O Hospital de Cascais faz agora parte de uma elite de 2,5% de hospitais a nível europeu que obtiveram esta classificação de nível 6. Em toda a Europa, apenas 4 hospitais se encontram no nível 7, sendo este o nível de classificação máxima.

"A certificação de nível 6 é parte integrante do nosso foco de melhoria contínua e demonstra o compromisso contínuo do Hospital na utilização da tecnologia como parte da estratégia de segurança do paciente. Utilizamos a tecnologia não como um fim, porque nunca dispensamos a humanização, mas como um meio um apoio para atingir a excelência dos cuidados de saúde prestados no Hospital de Cascais", declara Vasco Antunes Pereira, presidente do Conselho de Administração do Hospital de Cascais.

E acrescenta, "ter um atendimento de alta qualidade centrado no doente está no cerne de tudo o que fazemos. As nossas equipas clínicas e técnicas têm trabalhado arduamente para garantir que o investimento em tecnologia proporciona um benefício real para os cidadãos de Cascais e Sintra que servimos e isso fica claramente demonstrado com esta certificação que apenas uma percentagem de hospitais na Europa consegue atingir."

Um dos principais requisitos para o Hospital de Cascais obter o nível 6 teve a ver com os "Cinco Certos da Administração Terapêutica" - Doente Certo, com o Medicamento Certo, na Dose Certa, à Hora Certa e pela Via de administração Certa. Para isso, o Hospital implementou uma solução baseada em mobilidade e leitura de códigos de barras que assegura um acompanhamento do fármaco desde a entrada no armazém até à sua administração.

Pela implementação deste projeto, o Hospital de Cascais venceu recentemente em Pequim o prémio "Best Provider Implementation Case" da GS1 Healthcare.

Outro dos requisitos esteve relacionado com a utilização adequada de sistemas de business intelligence na tomada de decisão clínica e operacional, resultando num aumento significativo da excelência dos cuidados clínicos prestados e na otimização na utilização de recursos.

Para John Rayner, diretor regional HIMSS para a Europa, "Ficou claro para mim que o Hospital de Cascais é capaz de fazer essa importante ligação entre o investimento em Tecnologias de Informação e o aumento da segurança dos doentes, bem como a qualidade global dos cuidados clínicos que presta. Fiquei particularmente impressionado com o Hospital de Cascais no que diz respeito ao processo para assegurar que a tecnologia auxilia a identificação do doente e do medicamento, aumentando assim os níveis de segurança nesta área crucial. Os médicos dentro do hospital estão claramente familiarizados com a tecnologia e a necessidade de reduzir sua dependência do papel e de serviços não automatizados".

Os peritos internacionais verificaram as diversas tecnologias utilizadas no hospital: infraestruturas, redes, sistemas operacionais clínicos, sistemas de mobilidade, sistemas analíticos, integrações e standards utilizados. A avaliação conclui ainda que, nos últimos anos, têm sido efetuados investimentos adequados na área de sistemas e tecnologias de informação que garantem um alinhamento com altos padrões de adoção de tecnologias em prol de melhores cuidados de saúde.